A idéia da parede de débitos técnicos (imagem abaixo) é bem simples:

  1. Existem dois eixos: valor entregue para o negócio* (y) e esforço (x).
  2. Tudo o que entrega pouco valor de negócio e requer muito esforço, é despriorizado (não quer dizer que não será feito!).
  3. Tudo o que entrega muito valor de negócio e requer pouco esforço é priorizado.
  4. Tudo o que entrega pouco valor de negócio e requer pouco esforço deve ser avaliado com mais cuidado.
  5. Tudo o que entrega muito valor de negócio e requer muito esforço deve ser avaliado com mais cuidado.

O objetivo é que os integrantes do time adicionem os débitos técnicos á medida em que desenvolvem estórias de usuário.

A parede de débitos técnicos deve ficar em um local visível e acessível para todos.

Ao encontrar um débito técnico, o par vai até o quadro e avalia aonde aquele débito técnico deve ficar.

Sempre que um par está bloqueado, eles vão até o quadro e escolhem um débito técnico que queiram trabalhar, seguindo a prioridade estipulada anteriormente.

A cada entrega de MVP separamos algum tempo para lidar com os débitos técnicos.

Technical Debt Wall

  • o conceito de valor entregue para o negócio, nesse contexto, pode ser subjetivo. Depende do time definir o que eles acreditam entregar mais ou menos valor para o negócio.